As mulheres da América do Sul

Photoshop, mulheres no esquema Panicat, aquela velha discussão sobre as revistas de modas/mulher pelada, a busca pelo corpo perfeito e uma sociedade que enche o saco de todo mundo com essas merdas, principalmente das minas. Entretanto, nunca valorizei efeitos em fotografias com pessoas nuas: seja homem ou mulher. Sempre entendi que a beleza está em traços do corpo e as peculiaridades de cada um. Tanto que esse é um dos motivos que me faz achar demais o trabalho do Richard Kern ou da Autumn Sonnichsen, apesar de ambos fotografarei para a Playboy, ninguém ali está preocupado com o peso, o manequim e o número do sutiã que a modelo usa.

Tomado por essa gana de mostrar o dedo do meio para essa porra toda, o estadunidense Matt Blum resolveu criar o livro The Nu Project: Beauty in Every Body, com uma compilação de várias fotos que ele fez de mulheres de verdade. Se não me engano, ele fez vários ensaios na América do Norte e depois veio para a América do Sul, passando inclusive pelo Brasil. Separamos algumas fotos para vocês verem esse trabalho e se quiserem, posteriormente, comprarem o livro. Para ver todas as galerias, acesse o site oficial.

16 comentários em “As mulheres da América do Sul

  1. Fotos de mulheres de verdade, nuas de verdade, como realmente são… sem montagens e truques, cada uma com sua beleza. Curti demais…

  2. Paulo Marcondes, você foi o único cara que vi/li que usa o termo correto para se referir a população dos Estados Unidos ( estadunidense ).

  3. É muito bom vê o ser humano como ele realmente é, sem silicone, plastica, etc. Parabéns a todas elas que se vestiram da verdade, sem pudor, para mostrar como são, e tem os seus companheiros que as amam, como elas são.

  4. Legal…mas me fez perceber uma coisa: são livres, de celulite, peitos pequenos ou gordurinhas, mas essa liberdade chega à depilação? Quase todas estão depiladas, algumas sem nada de pêlos – fogem tanto assim de um padrão imposto?

  5. São trabalhos diferentes.
    Essas mulheres provavelmente estão mais adequadas ao cotidiano das pessoas comuns. Portanto, para as pessoas comuns, são mulheres de verdade, pois são talvez a unica coisa que podem ver ao vivo e até mesmo tocar. Por outro lado, bem se sabe que o ordinário é desvalorizado pela maioria, não é a toa que as Playboys lucram milhões (em que pese EU acreditar ser tudo um lixo). Até porque é da natureza humana valorizar o que não se possui. Não é por acaso que estamos sempre à busca de algo. Mas, dizer que essas mulheres, e apenas elas, que são reais, parece mais querer se iludir para se contentar com a própria perspectiva de vida do que qualquer outra coisa.

  6. Gostei do trabalho artístico. Estas mulheres são maravilhosas, o que confirma o dito: "cada mulher tem o seu segredo. Parabéns Matt Blum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.